AD História

Assembleia de Deus no Rio de Janeiro – 88 anos

Um grupo de imigrantes evangélicos oriundos do Pará, dentre eles Adriano Nobre e Heráclito Menezes, mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, então Capital do Brasil. Eles realizavam cultos em um local conhecido como “Igreja do Orfanato” e também na casa de Eduardo e Florinda Brito, no bairro de São Cristóvão.

No dia 21 de novembro de 1923, Gunnar Vingren visitou a cidade e participou de um culto na casa dos Brito, fato que muito alegrou e motivou os irmãos a permanecerem unidos.

Caminhando pelas ruas de São Cristóvão, um jovem que estava em busca da verdade encontrou um folheto evangelístico no chão, que convidava aos que desejassem um encontro com Cristo, para que se dirigissem ao endereço da “Igreja do Orfanato”. O jovem era Paulo Leivas Macalão. Ele não hesitou diante do convite, se dirigiu ao endereço citado e lá teve uma experiência com Cristo. Ao final do culto conheceu Florinda Brito e passou então a frequentar os cultos de oração que aconteciam em sua casa. No dia 5 de abril de 1924, enquanto cantavam o hino “Vem meu Libertador”, Macalão fez sua decisão e rendeu-se a Cristo.

Heráclito Menezes passou a realizar cultos de oração e Escola Dominical na casa da família Brito e, após uma oração fervorosa, os irmãos sentiram o desejo de organizar a primeira Assembleia de Deus no Rio de Janeiro. No dia 30 de abril de 1924, os crentes que se reuniam na casa de Florinda Brito elegeram Heráclito Menezes como pastor interino, João Nascimento como diácono e Paulo Leivas Macalão como secretário.

Cópia da lista de assinaturas dos fundadores da Assembleia de Deus no Rio de Janeiro.

Heráclito Menezes abriu dois novos pontos de pregação e alugou um salão na Rua Escobar, para estabelecer a sede da igreja com cultos abertos ao público. Foi nesse endereço que Gunnar Vingren oficializou a primeira Assembleia de Deus do Estado, no dia 22 de junho. No dia 29 do mesmo mês, na praia do Caju, Vingren realizou o primeiro batismo no Rio de Janeiro e entre os batizados estava Paulo Leivas Macalão.

Fonte: PRATES, Denise; FERNANDES, Renato. Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Betel, 2012.

Anúncios
Padrão

Comente, deixe a sua voz ser ouvida!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s