reflexão

O milagre inesperado

Ouvi essa história de um amigo pastor.

Uma jovem estava sendo treinada para atuar no campo missionário, e parte desse treinamento consistia em participar de algumas atividades da igreja. Uma​ dessas atividades era orar pelas pessoas impondo as mãos sobre elas.

E assim foi. Num culto, antes do momento de intercessão, foi exibido no telão da igreja um vídeo que falava dos milagres de Jesus. Então foi feito o convite. As pessoas foram à frente e logo formaram longas filas nos corredores da igreja.

No meio dessas pessoas havia uma senhora, há muito tempo cega dos dois olhos. Quando chegou sua vez, a jovem aprendiz de missionária pôs as mãos sobre sua cabeça e orou.

Quando terminou de orar, algo tinha acontecido. A senhora estava enxergando! Seus olhos haviam sido curados, e a jovem aprendiz​ começou a pular e glorificar a Deus com muita alegria. Apesar disso, a senhora ficou ali, parada onde estava. A jovem estranhou a falta de reação da senhora, já que um milagre tinha acabado de acontecer em sua vida.

“Ué? A senhora não está feliz?” Perguntou a jovem.

“Sim. Estou muito feliz.” Respondeu a senhora.

“Então por que a senhora não está pulando e comemorando como eu?”

“Eu ouvi que Jesus cura e acreditei, por isso vim até aqui. Você não acreditava que eu poderia ser curada?”

Anúncios
Padrão
o autor diz..., o autor viu...

A aranha e a formiga

Enquanto escrevo, observo uma luta peculiar. Uma formiga, daquelas grandes, deve ser soldado, com uns cinco milímetros de comprimento, está machucada e não consegue andar.

De repente surge uma aranha, minúsculas, do tamanho de um grão de areia, e começa a rodear a formiga caída, dando umas vinte voltas em torno dela. Enquanto rodeia, faz rápidas investidas, como se quisesse injetar seu veneno paralisante no corpo de sua potencial vítima.

Depois de rodear e atacar, rodear e atacar, a aranha toma coragem e sobe na formiga, que ainda se debate, tentando fugir sem sucesso daquele ataque. A aranha finalmente sobe na cabeça da formiga e fica ali uma fração de segundo, como que anunciando sua vitória. E então volta a rodear a formiga, repetindo o processo. E a formiga, coitada, se revirando.

Aquele ataque dura alguns minutos, e então os resultados aparecem.

Sabe aquelas voltas que a aranha deu entorno da formiga? Ela estava jogando sua teia, invisível, que agora forma um suave casulo, como um saco de dormir de pura seda. A formiga, que antes lutava como podia, está imóvel.

A aranha venceu. E garantiu uma refeição para alguns dias, diga-se de passagem.

A conclusão que tiro disso? Essa é a vida. Enquanto uns vêem o fim, outros enxergam oportunidade.

Padrão
o autor diz..., reflexão

A verdadeira oração

Oração

A verdadeira oração não é aquela feita com bonitas palavras, muitas vezes decoradas. Não é aquela que vem pronta, nem é repetitiva. A verdadeira oração é aquela que vem do coração, do mais íntimo, é espontânea.

Não se preocupe se você acha que não sabe orar, apenas converse com Deus, seja sincero. Antes de pedir qualquer coisa, agradeça. Antes de dizer amém, diga como é bom, como é importante estar conversando com o Pai. Peça sempre mais fé, mais amor e sabedoria. Peça sempre que sua vontade seja conforme a vontade do Pai.

Não é bom conversar com os amigos? Não é bom contar as novidades e desabafar? Saiba que Deus está esperando essa conversa amiga… Não O deixe esperando por muito tempo!

Adptado daqui.

Padrão
AD História

Gunnar Vingren – 133 anos

Nascido no dia 8 de agosto de 1879, na Suécia, Adolf Gunnar Vingren é um dos fundadores da Assembleia de Deus no Brasil, e um de seus mais importantes líderes. Vingren pastoreou as igrejas em Belém/PA e Rio de Janeiro/RJ. Retornou para a Suécia no ano de 1932, meses antes de descansar no Senhor.

Sua biografia e testemunho de vida nos mostra que Deus usa quem quer, e através daqueles que ele chama grandes obras são realizadas. Vingren era jardineiro, profissão que aprendeu com seu pai, mas tornou-se pastor e missionário, e um exemplo de cristão que se dedicou até o fim à obra de Deus.

Padrão