reflexão

O milagre inesperado

Ouvi essa história de um amigo pastor.

Uma jovem estava sendo treinada para atuar no campo missionário, e parte desse treinamento consistia em participar de algumas atividades dos cultos da igreja. Uma​ dessas atividades era orar por algumas pessoas impondo as mãos sobre elas.

Antes do momento de intercessão, foi exibido um vídeo que falava sobre os milagres de Jesus. Assim que foram chamadas, as pessoas logo formaram longas filas nos corredores da igreja.

Entre essas pessoas havia uma senhora, há muito tempo cega dos dois olhos. Quando chegou sua vez, a jovem aprendiz de missionária pôs as mãos sobre sua cabeça e orou.

Quando ela terminou de orar, algo tinha acontecido: A senhora estava enxergando! Seus olhos haviam sido curados, o que levou a jovem aprendiz​ a pular e glorificar a Deus com muito entusiasmo.

Entretanto, a senhora ficou ali, parada onde estava. A jovem estranhou a falta de reação da senhora, uma vez que o milagre tinha acontecido em sua vida.

“Ué? A senhora não está feliz?” Perguntou a jovem. “Sim. Estou muito feliz.” Respondeu a senhora. “Então por que a senhora não está pulando e comemorando como eu?”

“Eu ouvi que Jesus cura e acreditei, por isso vim até aqui. Você não acreditava que eu poderia ser curada?”

Anúncios
Padrão
o autor diz..., reflexão

A verdadeira oração

Oração

A verdadeira oração não é aquela feita com bonitas palavras, muitas vezes decoradas. Não é aquela que vem pronta, nem é repetitiva. A verdadeira oração é aquela que vem do coração, do mais íntimo, é espontânea.

Não se preocupe se você acha que não sabe orar, apenas converse com Deus, seja sincero. Antes de pedir qualquer coisa, agradeça. Antes de dizer amém, diga como é bom, como é importante estar conversando com o Pai. Peça sempre mais fé, mais amor e sabedoria. Peça sempre que sua vontade seja conforme a vontade do Pai.

Não é bom conversar com os amigos? Não é bom contar as novidades e desabafar? Saiba que Deus está esperando essa conversa amiga… Não O deixe esperando por muito tempo!

Adptado daqui.

Padrão
História

Noite feliz na terra de ninguém: Natal de 1914

No Natal de 1914, em plena Primeira Guerra Mundial, soldados ingleses e alemães deixaram as trincheiras e fizeram uma trégua. Durante seis dias, eles enterraram seus mortos, trocaram presentes e jogaram futebol

Finalmente parou de chover. A noite está clara, com céu limpo, estrelado, como os soldados não viam há muito tempo. Ao contrário da chuva, porém, o frio segue sem dar trégua. Normal nesta época do ano. O que não seria normal em outros anos é o fedor no ar. Cheiro de morte, que invade as narinas e mexe com a cabeça dos vivos – alemães e britânicos, inimigos separados por 80, 100 metros no máximo.

Entre eles está a “terra de ninguém”, assim chamada porque não se sobreviveria ali muito tempo. Cadáveres de combatentes de ambos os lados compõem a paisagem com cercas de arame farpado, troncos de árvores calcinadas e crateras abertas pelas explosões de granadas. O barulho delas é ensurdecedor, mas no momento não se ouve nada. Nenhuma explosão, nenhum tiro. Nenhum recruta agonizante gritando por socorro ou chamando pela mãe. Nada.

E de repente o silêncio é quebrado. Das trincheiras alemãs, ouve-se alguém cantando. Os companheiros fazem coro e logo há dezenas, talvez centenas de vozes no escuro. Cantam “Stille Nacht, Heilige Nacht”. Atônitos, os britânicos escutam a melodia sem compreender o que diz a letra. Mas nem precisam: mesmo quem jamais a tivesse escutado descobriria que a música fala de paz. Em inglês, ela é conhecida como “Silent Night”; em português, foi batizada de “Noite Feliz”. Quando a música acaba, o silêncio retorna. Por pouco tempo.
“Good, old Fritz!”, gritam os britânicos. Os “Fritz” respondem com “Merry Christmas, Englishmen!”, seguido de palavras num inglês arrastado: “We not shoot, you not shoot!” (“Nós não atiramos, vocês também não”).

Estamos em algum lugar de Flandres, na Bélgica, em 24 de dezembro de 1914. E esta história faz parte de um dos mais surpreendentes e esquecidos capítulos da Primeira Guerra Mundial: as confraternizações entre soldados inimigos no Natal daquele ano. Ao longo de toda a frente ocidental – que se estendia do mar do Norte aos Alpes suíços, cruzando a França, soldados cessaram fogo e deixaram por alguns dias as diferenças para trás.

A paz não havia sido acertada nos gabinetes dos generais; ela surgiu ali mesmo nas trincheiras, de forma espontânea. Jamais acontecera algo igual antes. É o que diz o jornalista alemão Michael Jürgs em seu livro “Der Kleine Frieden im Grossen Krieg – Westfront 1914: Als Deutsche, Franzosen und Briten Gemeinsam Weihnachten Feierten” (“A Pequena Paz na Grande Guerra – Frente Ocidental 1914: Quando Alemães, Franceses e Britânicos Celebraram Juntos o Natal”, inédito no Brasil).

Por: Bruno Leuzinger

Vi aqui

Padrão
reflexão

Conversa com Deus

 

orar

HOMEM: Pai nosso que estais no céu…

DEUS: Sim? Estou aqui…

HOMEM: Por favor, não me interrompa, estou orando!

DEUS: Mas você me chamou!

HOMEM: Chamei? Eu não chamei ninguém. Estou orando… Pai nosso que estais no céu…

DEUS: Ai, você fez de novo.

HOMEM: Fiz o que?

DEUS: Me chamou! Você disse: Pai nosso que estais no céu. Estou aqui. Como é que posso ajudá-lo?

HOMEM: Mas eu não quis dizer isso. É que estou orando. Oro o Pai Nosso todos os dias, me sinto bem orando assim. É como se fosse um dever. E não me sinto bem até cumprí-lo…

DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são seus irmãos, como podes dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz, que o céu é amor a todos?

HOMEM: É, realmente ainda não havia pensado nisso.

Continuar lendo

Padrão
reflexão

Escutar Deus é essencial para andar com Ele

Esse texto é do blog do Pastor Antero Mendonça

oração

Uma das lições mais importantes para o crente é como escutar Deus. Em nossas vidas complexas não há nada mais urgente, mais necessário, ou mais gratificante que escutar o que Deus tem a nos dizer. Uma verdadeira conversa envolve falar e escutar. Muitas vezes estamos tão ocupados conosco ou com a obra de Deus que não temos tempo para prestar atenção a sua voz. Falamos frequentemente sobre as necessidades da nossa vida pessoal e do nosso ministério. Mas entre pregações, trabalhos, Tv, viagens e administração da nossa vida, acabamos dedicando pouco tempo para escutar a Deus. Muitos acabam com problemas sérios de saúde devido a falta de cuidado com a alimentação, exercícios e descanso. Se não aprendermos a escutar a Deus, podemos cometer erros que marcarão nossa vida para sempre. Hebreus 1:1,2 nos diz que Deus continua falando no presente igual fazia no passado. Ele sempre se comunica para o nosso benefício – Ele deseja que o escutemos e falemos com Ele em total obediência para que assim vivamos com maior alegria e força. Para que tudo isso possa acontecer devemos aprender este conceito crucial: “Quando Deus fala, Ele fala com você”. Tudo o que está escrito na Palavra de Deus se aplica a nossa vida. Cada mensagem ou comunicação baseada na verdade da Palavra de Deus tem um significado pessoal para nós. Cada sermão baseado na Bíblia, cada livro que explique acertadamente a Palavra de Deus e cada versículo da Bíblia são para nós, é Deus falando, é o Senhor procurando com seu Amor e Graça se comunicar conosco, pobres, fracos e falhos, mas filhos de Deus. Cada um de nós deve tomar a Palavra de Deus pessoalmente! Ele nos ama e fala conosco como indivíduos criados por Ele para o Louvor de Sua Glória. Assim que abrirmos nossas Bíblias ou entrarmos na igreja, devemos pedir ao Espirito Santo que nos ajude a escutar verdadeiramente a mensagem específica que o Pai tem para nossa vida. Escutar Deus não é uma atividade casual; é o mais importante que podemos fazer, para nosso bem estar agora e também para toda a eternidade. Devemos buscar esta comunhão e perguntar sempre ao Senhor, todos os dias, todas as horas: – Deus o que queres falar agora?

Pr. Antero Mendonça

Padrão
o autor diz...

Oração pelo Projeto Sertão

alfa e ômega

Pessoal, recebi esse e-mail do Movimento Estudantil Alfa e Ômega, um projeto que reúne estudantes universitários e que faz viagens missionárias no interior do Brasil, evangelização, entre outras atividades.

Pois bem, alguns membros do Alfa e Ômega estão na Bahia, mais precisamente na cidade de Ruy Barbosa, e estão precisando Urgentemente das nossas orações. Leiam abaixo o conteúdo do e-mail:

“…pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais”. Efésios 6: 13

Querido irmão (ã) 
Estou escrevendo de Ruy Barbosa, cidade do sertão da Bahia.
Aqui as pessoas são hospitaleiras e amáveis, mas muito oprimidas por Satanás.  

Estou aqui com uma equipe de 9 missionários da Cruzada Estudantil e Profissional para Cristo e 40 jovens, a maioria universitários, estamos fazendo um trabalho de evangelismo e discipulado. Trabalhamos com o filme JESUS, crianças, capoeira, mulheres… Estamos evangelizando e discipulando de casa em casa e como era de se esperar Deus tem nos dado muitas e excelentes oportunidades de glorificar o nome dele!

Hoje um dos nossos grupos começou um discipulado com 11 pessoas dentro de uma igreja católica. Eu e um grupo fomos participar de uma roda especial de capoeira, onde tivemos a oportunidade de pregar aproximadamente a 40 pessoas e a maioria orou recebendo Jesus; o mestre disse diante de todos os seus alunos: “Depois de velho descobri o caminho”. Outro mestre nos convidou para fazer a mesma coisa em sua academia. Já alcançamos mais de 300 pessoas diretamente e fizemos um evento na praça da cidade para mais de 300 pessoas no sábado à noite! Temos até testemunho da cura uma senhora que era surda!

Na rádio da cidade há propagandas de pais e mães de santo que cobram para desfazer trabalhos de macumba. Eu encontrei pessoas que andam possessas 24 horas por dia e as pessoas, inclusive os crentes acham que é doença mental! Uma dessas pessoas parou diante da escola onde estamos hospedados e disse: “Vocês devem voltar para São Paulo porque vocês vieram aqui tirar o meu tesouro”.

Por nossa “ousadia” temos sido fortemente atacados por forças malignas (lembre-se de que estamos na Bahia, a terra da umbanda, quimbanda e do candomblé). Na viagem Deus nos livrou de 3 grandes ciladas do Diabo e na primeira noite depois que nos alojamos, alguns jovens não conseguiam dormir, teve o caso de uma menina que foi dormir na cama de uma missionária. Alguns jovens estão tendo problema de saúde, mas entendo que é espiritual pois nossa comida é de excelente qualidade, tomamos água mineral e o leite é em pó…não existe razão para tantos doentes!!!

Estamos fazendo jejuns e vigílias e ainda assim os ataques não cessam, nos também não cedemos um milímetro do que Deus tem nos dado e o Diabo não vai nos calar nem nos amedrontar, mas precisamos que você ore por nós!

Ore pela saúde dos alunos e missionários. Alguns têm sido afligidos por ataques na saúde; todos os dias têm alguém doente!

Ore pelo treinamento que temos ministrado

Ore por sabedoria e discernimento

Ore por poder do Espírito para cada um de nós

Ore para que Deus mesmo repreenda o maligno desta cidade!

Ore pelos bairros e povoados onde estamos trabalhando

Ore pela igreja evangélica em Ruy Barbosa

Ore por nosso dia de descanso, será no dia 19 em Pratinha – Chapada Diamantina. Precisamos muito que esse tempo seja tranqüilo, todos nós estamos cansados!

Ore por nosso retorno, por proteção nas estradas, pelos motoristas e pelo ônibus! 

Ore pela Dirce ( Minha esposa), ela está com a mãe dela internado em Sorocaba.

Louve a Deus pelos frutos alcançados e pelas portas abertas por Ele!

Louve a Deus pois ele é grande em poder e toda honra do nosso trabalho é para Ele!

Diante de tantos e sérios desafios, e muitas lutas me lembro de que “as portas do inferno não tem poder contra a igreja do SENHOR”. Com base nesta palavra te peço ore por nós!
Muito obrigado,

Miguel

Blog do Alfa e Ômega

Padrão