AD História

Gunnar Vingren – 133 anos

Nascido no dia 8 de agosto de 1879, na Suécia, Adolf Gunnar Vingren é um dos fundadores da Assembleia de Deus no Brasil, e um de seus mais importantes líderes. Vingren pastoreou as igrejas em Belém/PA e Rio de Janeiro/RJ. Retornou para a Suécia no ano de 1932, meses antes de descansar no Senhor.

Sua biografia e testemunho de vida nos mostra que Deus usa quem quer, e através daqueles que ele chama grandes obras são realizadas. Vingren era jardineiro, profissão que aprendeu com seu pai, mas tornou-se pastor e missionário, e um exemplo de cristão que se dedicou até o fim à obra de Deus.

Anúncios
Padrão
AD História

Assembleias de Deus no Brasil – 101 anos

A 101 anos atrás os missionários Gunnar Vingren e Daniel Berg, com um grupo de 18 irmãos, fundaram a Missão de Fé Apostólica, que depois teve o nome mudado para Assembleia de Deus. Hoje é a maior denominação evangélica do Brasil e uma das maiores do mundo! Parabéns Assembleias de Deus!

Padrão
AD História

13 de junho de 1911

Primeira Igreja Batista do Pará, à época em que recebeu os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren.

O dia 13 de junho é uma data chave na história da Assembleia de Deus no Brasil. No ano de 1911, nesta data, 13 membros da Igreja Batista de Belém foram excluídos por terem aceitado a doutrina pentecostal trazida pelos missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg.

Vingren e Berg estavam a alguns meses participando dos cultos na Igreja Batista, que os acolheu por terem origem batista. Nas oportunidades que tinham, falavam à igreja sobre o batismo com o Espírito Santo. Alguns irmãos e obreiros aceitaram a pregação e simpatizavam com os missionários. Mas haviam aqueles que consideravam a presença e a pregação dos suecos um perigo para a igreja. A situação tornara-se mais delicada quando os missionários passaram a realizar cultos e a ensinar a doutrina pentecostal no porão da igreja, onde estavam hospedados. Muitos irmãos ansiosos por conhecer o batismo com o Espírito Santo insistiam que os missionários lhes ensinassem. Inconformado com o movimento pentecostal que se instalava extraoficialmente na igreja, o evangelista Raimundo Nobre decidiu por convocar uma reunião na igreja para que fosse decidido o futuro dos missionários e dos membros que haviam aceitado o pentecostalismo.

No dia 13 de junho de 1911 foi realizada a reunião, na qual foi condenada a atitude dos missionários, que estavam ausentes na reunião. Foram excluídos 13 membros da Igreja Batista por terem aceitado a doutrina pentecostal, incluindo José Plácido da Costa, que ocupava a função de moderador, representando o pastor da igreja. Um mês depois outros três membros também foram excluídos.

Os acontecimentos seguintes da exclusão culminaram na fundação da Missão de Fé Apostólica, que mais tarde tornou-se a Assembleia de Deus.

Fontes: ARAUJO, Isael. Dicionário do Movimento Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.

VINGREN, Ivar. Diário do Pioneiro: Gunnar Vingren. Rio de Janeiro: CPAD, 2010.

PRATES, Denise; FERNANDES, Renato. Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Betel, 2012.

ALMEIDA, Antônio Batista de. 80 Anos construindo para a glória de Deus. Belém: [s.n.], 1977.

 Seara News

Padrão
AD História

Missionária Otília Macedo – histórias da Assembleia de Deus em Madureira

A missionária Otília Macedo é um dos membros mais antigos da Assembleia de Deus em Madureira, e é uma das Fundadoras da CIBE, em 1941. Nesse depoimento ela nos conta histórias que aconteceram na época que o templo da AD em Madureira ainda ficava na Rua João Vicente, 7. Hoje esse templo não existe mais, no seu lugar foi construído um prédio onde funciona o Instituto Bíblico Ebenezer. É uma rápida viagem na história da maior denominação do Brasil.

O livro “Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil” pode ser adquirido na Loja Virtual da Editora Betel.

Padrão
AD História, o autor diz..., vídeo

Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil – Lançamento e Preview

Vídeo do lançamento do livro Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil, realizado no dia 21 de abril pelo pastor Abner Ferreira, presidente da AD Madureira e diretor da Editora Betel, durante a Assembleia Geral Extraordinária da CONAMAD, em Brasília.

Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil é um livro de Edição Limitada, confira abaixo o preview book e garanta já o seu, compre aqui!

Padrão
AD História

1º de maio e o Ministério de Madureira

O dia 1º de maio é uma data curiosa dentro da Assembleia de Deus Ministério de Madureira. Vários fatos importantes aconteceram nessa data.

Em 1953 era inaugurado o Templo Matriz em Madureira. No dia estiveram presentes cerca de 8 mil pessoas, vindas de diversas partes para louvar a Deus e agradecer pela conclusão do majestoso templo.

Em 1960, era publicado a primeira edição do jornal O Semeador, na época jornal da União de Mocidade da Assembleia de Deus. O jornal havia sido criado em 21 de abril daquele ano, pelo pastor Paulo Leivas Macalão, atendendo à iniciativa do na época presbítero Geraldo Correia. Em 19 de abril de 1970, em reconhecimento aos serviços prestados ao Ministério de Madureira, o jornal O Semeador tornou-se órgão oficial da CNAMEADMIF, atual CONAMAD, status que permanece até hoje.

Em 1964 era consagrado ao pastorado Manoel Ferreira, hoje presidente da CONAMAD. Na ocasião ele ouviu a frase que era marca registrada de Paulo Macalão: “Sê fiel até a morte!”.

E em 1991 entrava em operação a Editora Betel, editora do Ministério de Madureira.

Fonte: Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil.

Padrão
AD História

30 de abril de 1924

Cópia da lista de assinaturas dos fundadores da Assembleia de Deus no Rio de Janeiro.

Em 1924, a Assembleia de Deus dava os seus primeiros passos no Rio de Janeiro, então Capital do Brasil. Muitos crentes haviam vindo de Belém do Pará nos anos anteriores, e muitos deles congregaram na Assembleia de Deus de lá, onde o missionário Gunnar Vingren era o pastor. Esses crentes frequentavam uma igreja conhecida como “Igreja do Orfanato”, administrada por um missionário inglês, que tempos antes conhecera o missionário Vingren, que estava de passagem pela cidade.

Foi nessa igreja que Paulo Leivas Macalão (na época com 21 anos), após encontrar um folheto evangelístico no chão iniciou sua caminhada no caminho da salvação e rendeu-se à Cristo no dia 5 de abril daquele ano.

Naquela época também se realizavam cultos na casa de Eduardo e Florinda Brito, e com a chegada de Heráclito Menezes, que havia sido obreiro na Assembleia de Deus em Belém, passaram-se a realizar cultos de oração e escola dominical. Num desses cultos, após uma oração fervorosa, os irmãos sentiram o desejo de organizar a igreja como Assembleia de Deus no Rio de Janeiro, tornando-se assim a primeira na cidade. Foi no dia 30 de abril, uma quarta-feira, que os crentes reunidos na casa dos Brito elegeram Heráclito Menezes como pastor interino, João Nascimento como diácono e Paulo Macalão como secretário. Começava assim a jornada da Assembleia de Deus no Rio de Janeiro.

Fonte: Tributo ao Centenário das Assembleias de Deus no Brasil

Padrão